Exame de CRIOFIBRINOGÊNIO em São Paulo

Sinonímia:
Aglutininas frias. Cryofibrinogen.

Fisiologia:
Criofibrinogênio é uma proteína que precipita em baixas temperaturas causando predominantemente sintomas cutâneos em áreas da pele expostas ao frio.
Pode, também, ser assintomático.

Material Biológico:
Plasma citratado.

Coleta:
3,0 ml de plasma citratado a 3,2 %.
Coletar o sangue em seringas ou tubos pré-aquecidos a +37ºC.
Após coleta, manter o tubo em banho-maria ou estufa a +37ºC

Armazenamento:
Não congelar nem refrigerar. Enviar com urgência mantendo a +37ºC ou à temperatura ambiente se superior a +24ºC.

Exames Afins:
Crioglobulinas.

Valor Normal:
Negativo para criofibrinogênio

Preparo do Paciente:
Jejum de 4 ou mais horas. Água ad libitum.
Lactentes: coletar imediatamente antes da próxima mamada.

Interferentes:
Hemólise. Amostras de sangue previamente refrigeradas ou conservadas à temperatura ambiente em dias frios. Amostra heparinizada.

Método:
Criocrito a +4ºC

Interpretação:
O Criofibrinogênio é constituído de fibrinogênio e de outras substâncias que se precipitam em temperaturas baixas. A criofibrinogenemia pode produzir sintomas na epiderme de extremidades, orelhas ou nariz. Tais sintomas incluem: púrpura, ulceração, necrose, gangrena, sangramento, urticária fria, bolhas, livedo reticularis e S. de Raynaud. 13 % dos pacientes com criofibrinogenemia podem apresentar trombose arterial ou venosa. Pode ser uma condição subjacente a DD. malignas, infecções, inflamação, diabetes, gravidez, esclerodermia e anticoncepcionais orais. Uma biópsia de pele pode apresentar vasculite leucocitoclástica.

Sitiografia:
E-mail do autor: ciriades@yahoo.com

Faça seu exame de CRIOFIBRINOGÊNIO em São Paulo com a Biolider!

Entre em contato

Por aqui você pode agendar seu exame, tirar suas dúvidas, fazer suas sugestões ou apontar suas críticas, estamos sempre prontos para te atender!

Clique no botão CONTATO abaixo para prosseguir.

Agende agora o seu Exame de CRIOFIBRINOGÊNIO em São Paulo