Exame de CITRATO em São Paulo

Sinonímia:
Citrato urinário. Ácido cítrico. Citratúria.

O citrato sanguíneo provém da ionização do ácido cítrico, por sua vez proveniente da oxidação
energética da glicose no ciclo de Krebs. Ele é muito abundante nos ossos e nas cartilagens;
está presente como anticoagulante, em grande quantidade nas bolsas de transfusão sanguínea
e nos banhos de hemodiálise. 90 % do citrato circulante é filtrado pelos rins e depois é 70 a 90
% reabsorvido pelos túbulos proximais de modo que apenas 10 a 30 % do citrato acaba sendo
eliminado pela urina. Complexando o cálcio urinário, o citrato inibe a formação de cristais de
oxalato de cálcio, dos complexos oxalo-fosfatos e de sua agregação. A redução de sua excreção
pode provocar a precipitação de cristais de oxalato de cálcio. Tem, portanto, um importante
papel na prevenção da litíase urinária.

Material Biológico:
Urina de 24 horas ou amostra isolada para dosagem comparativa à creatininúria.

Coleta:
Alíquota de 20 ml de urina de 24 horas. Informar o volume total ao laboratório, assim como,
peso, altura, sexo e idade do(a) paciente.

Armazenamento:
Refrigerar entre +2 a +8ºC durante coleta e transporte.

Exames Afins:
Calciúria. Oxalúria. Uricosúria.

Valor Normal:

* Para obter valores em μmol/l de Ácido cítrico anidro, multiplicar os mg/dl por 52,05
** Para obter valores em μmol/l de Ácido cítrico monoidratado, multiplicar os mg/dl por 47,59
*** Para obter valores em mmol/24 h de Ácido cítrico anidro, multiplicar os mg/24 h por 0,005205
**** Para obter valores em mmol/24 h de Ácido cítrico monoidratado, multiplicar os mg/24 h por 0,004759

Preparo do Paciente:
A não ser orientação dietética especial do médico-assistente, consumir a dieta habitual.

Interferentes:
Grande contaminação bacteriana da amostra.
Aumento: corticóides, estrógenos, oxalatos, fosfatos, sulfatos, chumbo, terapia com citrato de potássio ou com 100 ml ou mais de suco de limão/dia.
Diminuição: acetazolamida, clorotiazida, hidroclorotiazida, progesterona.

Método:
Cinético enzimático. UV. Transformação de citrato em oxaloacetato sob ação da citratoliase.
Kit Roche Cat. Nº 10 139 076 035

Interpretação:
Útil na avaliação do paciente com nefrolitíase. Hipocitratúria (citrato < 320 mg/24 h em pacientes acima de 12 anos – ver o limite para cada uma das outras faixas etárias) primária ou secundária é situação predisponente à formação de cálculos urinários. A citratúria é maior no sexo feminino do que no masculino.
AUMENTO: alcalose metabólica, hipoparatireoidismo, PTH, hipovitaminose D, HGH, estrógenos.
Obs.: um aumento de até 20 % acima dos valores de referência pode ser fortuito e não ter significado clínico. Neste caso recomenda-se repetir o exame em outra ocasião para verificar possíveis flutuações de origem dietética.
DIMINUIÇÃO: hiperparatireoidismo, hipervitaminose D, acidose tubular distal, acidose metabólica ou respiratória, insuficiência renal crônica, hipocalemia, hipomagnesemia, andrógenos, progesterona, infecção urinária, acidose láctica pós-exercício, dieta rica em sódio, dieta hiperprotéica, má absorção intestinal, diarreias, D. de Wilson, D. de Fabry, D. de Crohn, pancreatite, depleção potássica por diuréticos, laxativos ou S. de Schwartz-Bartter, hipocitratúria idiopática.

Sitiografia:
E-mail do autor: ciriades@yahoo.com
http://dl.clackamas.cc.or.us/ch106-06/citric.htm

Faça seu exame de CITRATO em São Paulo com a Biolider!

Entre em contato

Por aqui você pode agendar seu exame, tirar suas dúvidas, fazer suas sugestões ou apontar suas críticas, estamos sempre prontos para te atender!

Clique no botão CONTATO abaixo para prosseguir.

Agende agora o seu Exame de CITRATO em São Paulo